Header Ads

test

Di Zi Gui - Regras para filhos e discípulos


Di zi Gui ou padrões/regras para ser um bom discípulo ou filho, é um livro que foi ensinado por santos e sábios chineses do passado antigo. O Livro primeiro nos ensina como ser respeitoso para nossos pais e como ser respeitoso e amoroso com nossos irmãos. Em seguida, ensina-nos a ser cautelosos com todas as pessoas, assuntos e objetos em nossas vidas diárias, como ser uma pessoa confiável e acreditar nos ensinamentos dos antigos sábios. Além disso, ensina-nos a amar tudo de forma igualitária e a estar perto e aprender com as pessoas a virtude e a compaixão. Somente quando realizamos tudo o que precede, podemos estudar mais e aprender literatura e arte para melhorar a qualidade de nossas vidas cultural e espiritualmente.

Capítulo 1

Em casa, seja obediente aos seus pais. Quando meus pais me pedem para fazer algo, vou fazer isso rapidamente.

Quando meus pais me instruem, vou ouvir com respeito.

Quando meus pais me repreendem, eu obedeço e aceito sua repreensão. Vou me esforçar para mudar e melhorar, para começar mais uma vez.

No inverno, vou manter meus pais aquecidos. Sempre vou cumprimentar meus pais pela manhã para mostrar que eu me importo. À noite, sempre me certificarei de que meus pais descansem bem.

Antes de sair, devo dizer aos meus pais para onde eu vou, porque os pais estão sempre preocupados com seus filhos. Depois de voltar para casa, devo ir e ver meus pais para que eles saibam que estou de volta, então não se preocupam comigo. Vou manter um lugar permanente para ficar e liderar uma vida rotineira. Eu persistirei em tudo o que eu fizer e não mudarei minhas aspirações à vontade. Uma questão pode ser trivial para mim, mas o que é impossível de fazer ou não é justo para com outra pessoa, não devo fazê-lo, pensando que isso dará pouca importância à ele.
Se eu fizer, não estou sendo uma filho obediente porque meus pais não querem me ver fazendo coisas que são irracionais ou ilegais.

Mesmo que um objeto possa ser pequeno, não o guardarei em segredo dos meus pais. Se eu fizer isso, ferirei os sentimentos dos meus pais. Se o que agrada os meus pais, segundo o que eles pensam, eu zelo pelo conselho deles cautelosamente. Quando meu corpo está machucado, meus pais ficarão preocupados. Se minhas virtudes estão comprometidas, meus pais sentirão envergonhado. Quando eu tenho pais amorosos, não é difícil ser obediente a eles. Mas se eu puder ser obediente aos pais que me odeiam, só então eu vou encontrar os padrões dos santos e sábios por ser um filho obediente.

Na próxima semana, continuação do capítulo 1.

Boa leitura.

Nenhum comentário